Ações para comemoração do Dia Nacional da Visibilidade Travesti e Transexual

O dia 29 de janeiro é uma data muito importante para a comunidade LGBT pois comemora-se o Dia Nacional da Visibilidade Travesti e Transexual. A escolha da data se deu porque nesse dia, em 2004, o Departamento de DST e AIDS do Ministério da Saúde lançou a campanha “Travesti e Respeito”, com o objetivo de sensibilizar educadores e profissionais da área da saúde e motivar travestis e transexuais para sua própria cidadania e autoestima. Desde então, algumas cidades brasileiras programam atividades para comemorar a ocasião. Selecionamos as principais ações que acontecerão nos próximos dias, agradecemos a colaboração da colega Karen de Oliveira da ONG Beija-Flor de Vilhena que nos enviou as ações em todo país. Caso sua cidade não esteja listada entre em contato através do e-mail comunicacao@somos.org.br para saber mais.

Porto Alegre (Rio Grande do Sul):
Rola no dia 29 de janeiro a ação da ONG Igualdade RS – Associação de Travestis e Transexuais do Rio Grande do Sul. Será montada uma tenda no Parque Farroupilha, nossa querido Parque da Redenção, distribuição de materiais da campanha “Sou Travesti, tenho direito de ser quem eu sou” e do folder “Tenho Direito”, haverá uma equipe com o intuito de esclarecer à população sobre o combate à Transfobia, homofobia e prevenção de DST/AIDS. A ação conta com o apoio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Segurança Urbana (SMDH), de Porto Alegre.

Salvador (Bahia):
O Grupo Gay da Bahia, a Associação de Travestis e Transexuais de Salvador (ATRAS), Grupo Quimbanda Dudu e Centro Baiano Anti-Aids se manifestará no dia 28 de janeiro na Praça da Sé, ao lado da fonte luminosa, às 15h. A manifestação se dará com o intuito de pedir mais respeito com a comunidade trans e cobrar dos poderes público maior atenção a este segmento, tornando obrigatório em todos os estabelecimentos públicos e privados o respeito ao nome social das Trans, a investigação rigorosa dos crimes letais contra travestis e instituição de políticas públicas destinadas a assistência de saúde e profissionalização deste grupo. Nesta oportunidade ocorrerá coletiva para a imprensa.

Contagem (Minas Gerais):
Para Celebrar o Dia Nacional da Visibilidade Travesti e Transexual, o Movimento Organizado de Combate á Homofobia (MOOCAH), realizará um ato público na Praça do Iria Diniz no dia 29 de Janeiro das 09h às 19h com intuito de mostrar à cidade que Contagem tem travestis e transexuais e que são necessárias inclusão e ampliação dos Direitos destes para que exerçam com dignidade sua cidadania. Durante o Ato, militantes do Movimento LGBT irão realizar pesquisas e abordagens com entrega de preservativos visando a informação e prevenção das DST’s/AIDS. Esta atividade além de cobrar Políticas Públicas e promover a visibilidade das travestis e transexuais irá recolher doações em geral para as vítimas dos desastres naturais recentes do RJ e MG, as doações recolhidas serão encaminhadas para a Cruz Vermelha do Estado. O Sistema Municipal de Ensino de Contagem já conta com um decreto que inclui o nome social de travestis e transexuais nos registros das escolas e/ou projetos e programas.

Belém (Pará):

“Transamérica”.
Para marcar o Dia Nacional da Visibilidade Trans, o CRP10, através do seu GT Gênero e Diversidade Sexual, estará realizando a palestra, seguida de debate, “Transgeneridade: Contribuições da Psicologia”, com a Psicóloga do Rio de Janeiro Daniela Murta Amaral, Mestre em Saúde Coletiva do Instituto de Medicina Social da UERJ, doutoranda e pesquisadora da transexualidade. O evento ocorrerá no dia 29 de janeiro, às 9h, no Conselho Regional de Psicologia (10ª Região), na Av. Generalíssimo Deodoro, 511. Durante a palestra serão apresentadas cenas do filme “Transamérica”. 
Cabo Frio – Praia do Forte (Rio de Janeiro):

Para comemorar o Dia Nacional da Visibilidade Trans o Grupo Cabo Free, ONG que atua há sete anos na defesa do cidadão LGBT em Cabo Frio. Será exibida, na Praia do Forte, uma reportagem especial sobre crianças trans produzida pelo Programa “Meu eu Secreto” da Rede ABC americana, apresentado por Barbara Walters. A matéria revela, em entrevistas com crianças transgeneros e seus pais, a difícil realidade de quem vive aprisionada num corpo que não condiz com a sua verdadeira sexualidade. Em relatos emocionantes três famílias abrem seus corações, suas casas, suas vidas para ajudar as pessoas a entenderem o universo Trans.  Após a exibição da reportagem haverá uma roda de conversa sobre o tema com a participação de militantes, médicos e jornalistas. Com apoio da Rede LGBT do Interior Fluminense, do Movimento Dellas e da Astra Rio. A ação ocorrerá no dia 27 de janeiro, 19h30 na Gayosque Bambú – Praia do Forte.

Piracicaba (São Paulo):

O grupo E-jovem lançará em site o vídeo “Porque o LGBT merece respeito”, que tem como enfoque o respeito às travestis, e a campanha “Sou Travesti, tenho Direito de Ser Quem Sou + Respeito + Cidadania” , que produziu materiais (cartazes e folders) que serão distribuídos em todo o país. A grande festa da campanha será dia 28, na boate Nove, com a presença da presidenta do E-jovem, Lohren Beauty, a partir das 23h59.

Porto Velho (Rondônia):

O grupo Beija-Flor de Vilhena em parceria com o a ONG Tucuxi-Nplos, lançará a Campanha Nacional “Olhe, olhe de novo e veja além do preconceito” com apresentação cultural, e coquetel para a imprensa, OAB, Sejus, Seduc, coordenações de DST/aids estadual e municipal e travestis e transexuais. Ainda dando continuidade à campanha serão colocados banners em dezesseis unidades de saúde informando sobre a portaria 1820/09 e 3º principio da carta do SUS. A ação tem apoio Coordenação Municipal de DST/AIDS, Semusa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *