Dilma aceitaria novo imposto para saúde, diz líder do governo

A presidente Dilma Rousseff e vários de seus ministros “aceitariam” a criação de um novo imposto para financiar a saúde, afirmou ontem, 31 de agosto, o líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP). “Eu acho que a maior dificuldade que nós temos hoje, infelizmente, é a discussão [do novo imposto] no Parlamento”, afirmou.

Segundo Vaccarezza, o novo tributo poderia unir características da extinta CPMF (antigo imposto do cheque) e novidades, como arrecadação proveniente da legalização do setor de jogos.

Entre outros temas, Vaccarezza comentou a absolvição dada pela Câmara à deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF), suspeita de participar do mensalão do DEM. Ele, no entanto, recusou-se a dizer se apoiou a colega na votação secreta. O líder do governo não pode revelar essa opinião, disse.

Com informações da Folha de S. Paulo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *