Deputada defende lista com alternância de gênero nas eleições

Silvia Camurça, da AMB,
defende mudança na
 lei para garantir
transparência nos partidos.

A deputada Erika Kokay (PT-DF) afirmou que a bancada feminina vai cobrar a aprovação de um sistema eleitoral de listas fechadas preordenadas dos partidos políticos, elaboradas a partir da divisão igual entre candidatos homens e mulheres. A deputada quer a inclusão da alternância de gênero paritária no relatório final da Comissão Especial da Reforma Política.

As declarações foram feitas na audiência pública da comissão, encerrada há pouco. Erika Kokay foi uma das autoras do requerimento para a realização da audiência, que tratou da participação das mulheres na política.

O relator substituto da Comissão Especial da Reforma Política, deputado Rubens Otoni (PT-GO), sinalizou que essa proporção não deverá ser mantida no relatório, sob pena de inviabilizar sua aprovação. “Não queremos que o relatório seja uma tese de doutorado, onde colocamos o que achamos ser o melhor possível para o País, mas sem chance de ser aprovado pela Casa. Precisamos ter noção do que é possível”, declarou.

Apesar da manifestação, a deputada do Distrito Federal afirmou que vai manter a posição para avançar nas negociações. “Não podemos internalizar os limites, sob pena de inviabilizarmos o acesso ao ideal.”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *