Travesti que aplicava silicone liquido é presa após morte de "paciente"

Reprodução.

Foi presa em São Paulo a travesti conhecida como Elba, 43 anos, acusada de provocar a morte de outra travesti, Shelley,de 22 anos. Elba era conhecida por aplicar, irregularmente e ilegalmente, silicone em jovens que saíam de outros estados do país para se prostituírem em São Paulo, capital.

Elba realizava o procedimento em sua própria casa, sem qualquer amparo médico. A travesti aplicava a anestesia e implantava as próteses ou botox, o valor baixo que era cobrado de suas “clientes” atraia muita atenção, em média Elba cobrava R$ 300, independente do procedimento.

O auto risco da prática causou a morte de uma travesti de embolia pulmonar, em dezembro do ano passado, após o material injetado entupir os vasos sanguíneos. Devido ao crime, Elba foi indiciada por homicídio doloso. A Justiça decretou a prisão temporária de 30 dias.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *