Time de beisebol suspende jogador cubano após mensagem homofóbica

Ao lado do técnico Luis Rivera, Escobar se desculpa por manifestação homofóbica (Foto: Reuters)

A equipe Toronto Blue Jays suspendeu o jogador Yunel Escobar das três partidas contra o New York Yankees que serão disputadas esta semana, pela Major League Baseball (MLB). A punição aplicada pelo time canadense foi uma resposta à mensagem homofóbica que o cubano exibiu durante uma partida contra o Boston na semana passada. Durante o jogo, Escobar usou uma proteção abaixo dos olhos com a frase “Tu ere maricon” (“você é um veado”, na tradução literal).

“Peço desculpas aos torcedores do Jays e a todos os fãs de beisebol. Não foi nada pessoal, é algo que costumo fazer com os adesivos em meus olhos. Lamento o que aconteceu e é algo que nunca vai acontecer de novo. É uma lição que aprendi e não vou cometer esse erro outra vez” disse Escobar durante uma coletiva nesta terça-feira, 26.

Escobar usa proteção com mensagem homofóbica em partida do último sábado (Foto: Reuters)

Segundo Escobar, a mensagem não era direcionada a alguém em particular e foi escrita apenas 10 minutos antes do início da partida. O atleta justificou sua atitude afirmando que se trata de uma brincadeira comum entre os jogadores, e garantiu que a palavra “maricon” não foi usada com o significado original da língua espanhola. O cubano também afirmou que não tem nada contra a comunidade LGBT.

“Tudo isso passou de uma brincadeira para um grande problema. Eu nunca pensei que ia se tornar algo ruim e as pessoas iriam reagir desta forma. Concordo com a suspensão e não tenho problema com isso. Tenho amigos que são gays. E eles não se sentiram ofendidos com a situação. Foi apenas um mal-entendido.”

Além da suspensão, Escobar vai participar de uma ação educativa que transmite mensagens de tolerância às diferenças, e também passará por um treinamento sobre o respeito à diversidade sexual. A direção da MLB respaldou a punição proposta pelo Toronto Blue Jays. Antes mesmo de anunciar a penalidade do cubano, a equipe canadense já havia divulgado um comunicado oficial em que condenou a atitude do jogador.

Fonte: Gay1

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *