Orientação Sexual está agora em Resolução da ONU

Governos incluem o tema da Orientação Sexual em Resolução das Nações Unidas que Condena Execuções Arbitrárias, Sumárias ou Judiciais.

O trabalho coletivo de grupos e ativistas ao redor do mundo lograram êxito na proposição da reinclusão da menção à orientação sexual na resolução sobre execuções sumárias e extrajudiciais das Nações Unidas – ONU, que havia sido retirada recentemente.

A partir de agora os países que fazem parte da ONU são signatários e deverão proibir toda e qualquer condenação à execução injustificada de pessoas com base em sua orientação sexual. Esta Resolução conclama os Estados a protegerem o direito de todas as pessoas à vida, bem como a que sejam investigadas as mortes ocorridas por motivo de discriminação. Nos últimos dez anos, a discriminação por orientação sexual fez parte de uma lista das freqüentes causas de mortes apontadas pela Resolução.

O Brasil desempenhou um papel importante, não só votando pela reinclusão, mas também fez advocacy atuando junto a outro países para que também votassem com o Brasil.

Países que concordaram com a reinclusão: 93
Países que negaram a reinclusão: 55
Países que se abstiveram: 27

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *