Jean genet faz 100 anos e ganha mostra de cinema em Porto Alegre

Brad Davis, como Querelle. Direção de R. W. Fassbinder

Um dos maiores escritores gays e dramaturgos do século XX, o francês Jean Genet (1910-1986) estaria completando 100 anos em 19 de dezembro de 2010. Para marcar a data, a Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) realiza a partir de 7 de dezembro uma pequena mostra dedicada ao autor de Nossa Senhora das Flores e Querelle de Brest.

Na ocasião, serão exibidos o média-metragem Canção de Amor, único filme dirigido por Genet; As Criadas, adaptação para a televisão inglesa de um dos textos teatrais mais conhecidos do autor, com Glenda Jackson e Susannah York no elenco; e Querelle, último filme dirigido pelo alemão Rainer Werner Fassbinder; além do documentário Genet, que traz uma longa entrevista com o autor realizada em 1981.

Com esta programação, que tem entrada franca, a Sala P. F. Gastal encerra suas atividades em 2010. A partir de 13 de dezembro, o cinema da Usina do Gasômetro entra em recesso de final de ano, retomando sua programação normal em janeiro de 2011.

Programação
Canção de Amor (Un Chant d´amour), de Jean Genet (França, 1950, 26 minutos)
Em celas distintas, dois prisioneiros tentam estabelecer contato. Ousada e poética incursão de Jean Genet no cinema, na qual estão presentes dois de seus principais temas, o universo carcerário e a homossexualidade masculina. A fotografia em preto e branco é assinada por Jean Cocteau. Exibição em DVD, sem diálogos.

Querelle, de Rainer Werner Fassbinder (Alemanha/França, 1982, 108 minutos)
Um marinheiro francês (Brad Davis) frequenta um bordel comandado pela cafetina Lysiane (Jeanne Moreau), envolvendo-se com várias personagens do submundo portuário da cidade de Brest. Polêmica adaptação do alemão Fassbinder para um dos romances mais conhecidos de Genet, Querelle de Brest. Exibição em DVD, com legendas em português.

As Criadas (The Maids), de Christopher Miles (Inglaterra, 1975, 94 minutos)
Em uma mansão parisiense, duas criadas (Glenda Jackson e Susannah York) aproveitam a ausência da dona da casa (Vivien Merchant) para encenarem um jogo no qual reproduzem os papéis de serva e patroa, com consequências trágicas. Genet inspirou-se num episódio real para criar esta que é uma de suas grandes peças teatrais. Exibição em DVD, diálogos em inglês, sem legendas.

Genet, de Antoine Bourseiller (França, 1981, 52 minutos)
Longa entrevista realizada com o escritor Jean Genet em 1981, que fala sobre os principais temas de sua obra e relembra momentos de sua vida. Exibição em DVD, com legendas em português.

GRADE DE HORÁRIOS
Semana de 7 a 12 de dezembro de 2010

7 de dezembro (terça-feira)
15h – Mostra Jean Genet 100 Anos (Canção de Amor + Genet)
17h – Mostra Jean Genet 100 Anos (As Criadas)
19h – Mostra Jean Genet 100 Anos (Canção de Amor + Genet)

8 de dezembro (quarta-feira)
15h – Mostra Jean Genet 100 Anos (As Criadas)
17h – Mostra Jean Genet 100 Anos (Canção de Amor + Genet)
19h – Noite Vincent Moon, com a presença do artista

9 de dezembro (quinta-feira)
15h – Mostra Jean Genet 100 Anos (Canção de Amor + Genet)
17h – Mostra Jean Genet 100 Anos (As Criadas)
19h – Mostra Jean Genet 100 Anos (Querelle)

10 de dezembro (sexta-feira)
15h – Mostra Jean Genet 100 Anos (As Criadas)
17h – Mostra Jean Genet 100 Anos (Canção de Amor + Genet)
21h – Coletivo Avalanche – Rock no Cinema

11 de dezembro (sábado)
15h – Mostra Jean Genet 100 Anos (As Criadas)
17h – Mostra Jean Genet 100 Anos (Canção de Amor + Genet)
19h – Projeto Raros (House, de Nobuhiko Obayashi – 1977)

12 de dezembro (domingo)
15h – Mostra Jean Genet 100 Anos (Canção de Amor + Genet)
17h – Mostra Jean Genet 100 Anos (As Criadas)
19h – Mostra Jean Genet 100 Anos (Querelle)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *