IX Reunião de Antropologia do Mercosul (RAM) 2011

A IX Reunião de Antropologia do Mercosul (RAM) 2011, que será sediada na Universidade Federal do Paraná entre os dias 10 e 13 de julho, está com inscrições abertas para envio de propostas de trabalho.

Serão 70 Grupos de Trabalho (GT) nos quais serão discutidos, entre outros temas, sexualidade, feminismo, aborto e masculinidade. A data limite para o envio das propostas é 03/03/2011.

Separamos alguns temas interessantes, confira abaixo:

GT02 – Aborto: práticas, discursos e significados

Rozeli Maria Porto (UFRN)
Flavia de Mattos Motta (UDESC)
Susana Rostagnol (Universidad de la República – Uruguay)

O aborto, tema cuja discussão envolve aspectos éticos, jurídicos, morais e religiosos, ocupa, neste momento, posição de destaque nas agendas políticas dos países do MERCOSUL. Na academia, o tema tem sido objeto de investigação de vários campos disciplinares, notadamente nos estudos contemporâneos sobre relações de gênero e feminismo. A antropologia tem abordado a temática do aborto desde múltiplas dimensões. Nosso objetivo é propor uma agenda de discussão sobre aborto, considerando os avanços e os desafios a serem enfrentados, articulando dimensões do fenômeno nos mais diversos eixos temáticos: saúde e direitos reprodutivos; Tecnologias Reprodutivas; Aspectos jurídicos, religiosos e bioéticos, campo político, violência sexual, anomalias graves, perspectivas masculinas, estado laico.

GT45 – Mercado del sexo, masculinidades y feminismos

Larissa Pelúcio (UNESP)
Jorge Pavez Ojeda (Universidad Católica del Norte)
José Miguel Nieto Olivar (UNICAMP)

O desafio desta proposta está em trazer para o debate temas relacionados, mas que nem sempre são tratados como tal, buscando-se ampliar a própria definição de mercado do sexo, incluindo nele homens, travestis, transexuais, mulheres, tratados tanto como prestadores de serviços como consumidores, e entrelaçar a essa leitura os distintos olhares teóricos que os estudos feministas (em suas diferentes vertentes) e os estudo de género têm lançado para este terreno. Pensar o fluxo de pessoas, informações, dinheiro e afetos pelos distintos espaços de comercialização de desejos (em espaços on e off-line) requer refinamento conceitual sobre gênero, sexualidades, masculinidades, prostituição, constituição de relações, fluxos territoriais, modos de produção econômica e consumo. Exige, ainda, que se problematize as distintas abordagens teóricas, destacando-se as provenientes dos estudos feministas, que vêm se debruçando sobre as relações entre sujeitos nesse concorrido e complexo mercado.

GT54 – Política e Cultura: identidade e diversidade na América Latina
Antonio Albino Canelas Rubim (UFBA)
José Marcio Barros (UEMG)
Rubens Bayardo (Universidade San Martin)

O objetivo do Grupo de Trabalho é abrigar pesquisas e reflexões, a partir de uma perspectiva interdisciplinar, sobre as políticas culturais e seu papel no desenvolvimento da diversidade nas sociedades contemporâneas. As discussões envolvem a presença do Estado na formulação e execução destas políticas e a relação com a sociedade civil e os movimentos sociais, bem como suas interfaces com o mercado de bens simbólicos, o processo de mundialização cultural, as políticas de identidade e as relações entre diversidade cultural, desigualdade e desenvolvimento. O objetivo do Grupo de Trabalho não é apenas dar visibilidade às pesquisas, mas possibilitar a elaboração de quadros conceituais, de pesquisas comparadas, de projetos coordenados entre instituições dos países do MERCOSUL e outros países, bem como fornecer subsídios para os formuladores de políticas públicas de cultura.

Clique aqui para mais informações.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *