Inicia campanha nacional de enfrentamento à homofobia

Teve início nesta semana a campanha nacional de sensibilização contra a homofobia e para a divulgação dos direitos da população LGBT – lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros.

A campanha tem um caráter participativo junto à comunidade LGBT, já que contou com a distribuição de um questionário a todos os participantes da “II Conferência Nacional de Políticas Públicas e Direitos Humanos de LGBT”, que aconteceu de 15 a 18 de dezembro em brasília. “esta consulta é um ponto de partida essencial para descobrirmos como a comunidade lgbt quer e precisa ser mostrada para toda a sociedade durante a campanha”, afirmou o profissional de comunicação `percival caropreso`, contratado pelo projeto.

Os resultados dos questionários serão tabulados e as principais conclusões servirão de base para o trabalho de comunicação a ser desenvolvido nos meses seguintes. a expectativa é de que spots de tv possam ser criados e veiculados nacionalmente a partir de março de 2012.

“Nós já tivemos um pontapé inicial muito importante”, conta ‘Joaquim Fernandes`, oficial de programas do pnud e coordenador da campanha. “em parceria com o PNUD, a SDH e a Unesco, a Rede Globo produziu um spot de tv com foco na sensibilização contra a discriminação a homossexuais. esta peça de 30 segundos, que é mais uma iniciativa de combate à homofobia no país, começará a ser veiculada nos intervalos da programação da emissora até o fim do ano”, relatou fernandes.

A campanha nacional de mobilização tem como origem um projeto do pnud que busca, além de sensibilizar a sociedade para o problema, promover o debate e a conscientização sobre a necessidade urgente de reforçar os quadros jurídicos e legislativos para combater a homofobia e a violência de gênero; criar ambientes propícios de leis e direitos humanos para responder ao hiv; e promover a igualdade de gênero, o avanço e o empoderamento das mulheres.

Nesse sentido, outra etapa prevista pela campanha é a realização de diálogos com representantes dos poderes legislativo e judiciário e a identificação de lideranças parlamentares interessadas em apoiar essas ações e aprovar a criminalização da homofobia prevista no projeto de lei da câmara (plc) 122/2006. atualmente o plc 122 está tramitando no congresso à espera de aprovação pelo senado.

“Estimamos que os impactos e resultados da campanha possam criar condições para sensibilizar os poderes legislativo, judiciário e executivo na avaliação do projeto de lei 122/2006, que criminaliza a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero”, afirmou fernandes.

“É nesse sentido mais amplo e participativo que a campanha nacional proposta pelo pnud e parceiros vem sendo desenvolvida. achamos importante envolver a sociedade como um todo e provocar e aprofundar essa discussão. não se trata apenas de quebrar estigmas e preconceitos, trata-se de combater a violência e garantir os direitos humanos de todos os cidadãos. é uma tarefa árdua, sem dúvida, e para cumpri-la devemos contar com o apoio e a mobilização de todos”, completou.

A peça é protagonizada pelos atores ´Marcos Damigo` e ´Rodrigo Andrade`, que interpretaram um casal gay na novela “insensato coração”.

Da Redação, com informações do site PNUD Brasil – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.
A iniciativa é do programa das nações unidas para o desenvolvimento (pnud), em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e a Unesco, com apoio da TV Globo.

O objetivo é contribuir para o avanço da construção de uma cultura de respeito à diversidade, de valorização da igualdade e de promoção dos direitos humanos universais, incondicionais para todos os cidadãos, indiscriminadamente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *