Homofobia no Acre. Funcionário da prefeitura de Rio Branco é morto a pauladas em casa

O funcionário público municipal de Rio Branco, no Acre, Râmys de Araújo Sampaio (foto), 39 anos, foi assassinado a pauladas na madrugada do último dia 5 de junho, dentro do apartamento onde morava na Travessa Guarani, bairro Aviário. O crime aconteceu por volta das 2h30

Vizinhos ouviram um barulho estranho no apartamento de Râmys e resolveram chamar a polícia.

Quando a guarnição da Polícia Militar chegou ao endereço, dois homens que estavam no interior do apartamento fugiram pelo espaço na parede onde ficava o ar-condicionado.

Um dos acusados ainda conseguiu fugir, mas o outro, identificado por Janilson de Azevedo a Silva, 24 anos, ao pular caiu em um esgoto e foi preso em flagrante.

Encaminhado à Delegacia de Flagrantes (Defla), o rapaz confessou o crime e contou detalhes da morte.

Segundo o acusado, ele e o amigo, identificado pelo nome de “Rondinele”, passavam em frente ao apartamento da vítima e foram convidados para um programa sexual, pelo qual receberiam R$ 50 cada.

“Ele chamou a gente para fazer sexo e prometeu que pagaria R$ 50 para cada um. Quando acabou, ele não tinha dinheiro pra pagar, aí ficamos com raiva e começamos a bater nele. Ele não agüentou e morreu”, afirmou o acusado.

A vítima trabalhava na coordenação de DST e Aids da Secretaria Municipal de Saúde, onde participava de palestras nas escolas sobre prevenção do HIV.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *