Governo e sociedade civil lamentam morte do ativista Ronaldo Mussauer

Faleceu ontem, 21 de março, em Nova York, o ativista Ronaldo Mussauer de Lima, que sofria de leucemia. Diagnosticado portador do HIV em 1989, Ronaldo iniciou no movimento social de luta contra a aids, em 1991, no Grupo Pela Vidda do Rio de Janeiro e, em 1993, assumiu a presidência da instituição.

No Ministério da Saúde, teve importante função na então Coordenação Nacional de DST/Aids como responsável pela área de informática. Apoiou a idealização e a implantação da Rede Mundial de Pesquisas de Vacinas Anti-HIV/Aids. Desde 2001, trabalhava para a IAVI, ONG norte-americana que atua no campo das vacinas anti-HIV, como diretor da área de informática.

Ronaldo foi citado no livro “As 100 pessoas que fizeram a história da luta contra a aids no Brasil”, do Grupo de Apoio à Prevenção à Aids (Gapa) de São Paulo.
Em nota, o Grupo Pela Vidda-SP lamentou a morte de Ronaldo: “A maior lembrança que vamos guardar é a do ativista dedicado e firme, da figura querida e competente, da sua agudeza de espírito admirada por todos”.

O Departamento DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde também deixou um recado em nota assinada pelos diretores Dirceu Greco e Eduardo Barbosa: “Fica nossa solidariedade a amigos, parceiros e familiares, com o reconhecimento por toda a contribuição consagrada à luta contra a aids”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *