"Eu e o cara da piscina", filme produzido pelo SOMOS, ganha três prêmios no Festival de Gramado

O cineasta William Mayer (foto), diretor do curta “Eu e o Cara da Piscina”, recebeu ontem, 12 de agosto, o prêmio de melhor diretor na Mostra Gaúcha da 38ª edição do Festival de Gramado, um dos mais importantes e tradicionais festivais de cinema do país.

O curta-metragem, que fala sobre a relação de dois jovens garotos e seus desejos mais íntimos em torno de uma piscina, além do prêmio de melhor direção, levou, também, os prêmios de melhor montagem para Denise Marchi e melhor direção de arte para Lívia Santos

Nesta categoria concorriam 12 filmes: Amigos Bizarros de Ricardinho – Direção Augusto Canani; Depois da Pele – Direção Márcio Reolon e Samuel Telles; Eu e o Cara da Piscina – Direção William Mayer; Limbo – Direção Fernando Mantelli; Maldita – Direção Claudia Dreyer; Os Nomes do Carimbo – Direção Roberto Burd; Peixe Vermelho – Direção Andreia Vigo; Quando o Tempo da Reflexão Acabar – Direção Vinicius Guerra; Um Animal Menor – Direção Pedro Harres e Marcos Contreras; Uma Visita à Holliweger – Direção Pedro Foss; Uttara – Direção Ivo Schergl Jr.e Volto Logo – Direção Eduardo Wannmachers.

Acima, fotos do ator Mateus Almada, protagonista do curta, além do diretor William Mayer com a montadora Denise Marchi e Cícero Aragon, presidente da Fundacine, na premiação. Fotos por Gabriela Di Bella, Edson Vara e Mauricio Mussi.

“Eu e o cara da piscina” também tem no elenco, o ator  Daniel Alfaya. O filme foi produzido em parceria com o SOMOS Ponto de Cultura LGBT, resultado de oficinas com jovens gays, através do Prêmio Interações Estéticas do Ministério da Cultura.

One thought on “"Eu e o cara da piscina", filme produzido pelo SOMOS, ganha três prêmios no Festival de Gramado

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *