Deputada Manuela D’Ávila pede a saída de Jair Bolsonaro da Comissão de Direitos Humanos

A deputada federal Manuela D’Ávila (PCdoB – RS), que preside a Comissão de Direitos Humanos na Câmara, declarou ontem, quarta-feira (6), que já pediu ao Partido Progressista (PP) que indique outro nome para substituir Jair Bolsonaro (PP-RJ). Segundo Manuela, ninguém na comissão se sente bem ao lado de uma pessoa que não defende os direitos humanos.

“O objetivo final é de que ele, Bolsonaro, seja punido da forma como o Conselho de Ética e Corregedoria decidirem. Pedimos ao PP que faça outra indicação porque não podemos ter nesta comissão um deputado que não defenda os direitos humanos”, disse a deputada.

Quem também se manifestou ao caso Jair Bolsonaro foi a ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário. A palamentar declarou que a situação revela a necessidade de se criminalizar a homofobia. Para a ministra, as pessoas se sentem livres para serem homofóbicas porque não existe uma punição para tal ato.

“Os flagrados fazem discursos homofóbicos e sentem-se livres porque os seus discursos não produzem efeitos legais. Se mantivermos essa lógica não teremos um Brasil digno de todos nós. Acredito que a Câmara é parte da afirmação de um Brasil sem homofobia e sem racismo”, protestou Maria do Rosário.

fonte: A Capa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *