Dançarino e pesquisador cearense Joubert Arrais ministra oficina de improvisação em Porto Alegre

Encontro aberto com experimento dançado, oficina de improvisação e solo “Eu Danço Sambarroxé”, tudo com entrada gratuita, fazem parte da programação

Projeto Primeiro Passo

Apresentação de “Eu Danço Sambarroxé” em São Paulo (Foto: Inês Correa)

Dando continuidade ao projeto “A Senhora Tá Tão Masculina!”, o artista-pesquisador e crítico de dança Joubert Arrais realiza o primeiro momento formativo em Porto Alegre com encontro aberto na sexta-feira, 19, e a Oficina “Eu Danço Assim?” no sábado, 20 de abril, com apresentação do solo “Eu Danço Sambarroxé”.

Contemplado com a Bolsa Interações Estéticas, “A Senhora Tá Tão Masculina!” é uma proposta artística de dança, entendida como “crítica dançada”, que busca um estudo de movimento e de gênero do corpo masculino em seus estados “trans” – trânsitos, transgressões e transidentidades. Estão previstas ações, como conversas dançadas, laboratórios formativos e mostras públicas.

sambarroxea

Arrais levou o Sambarroxé a Portugal (Foto: Adriana Oliveira)

O edital Bolsa Interações Estéticas apoia projetos de diferentes segmentos artísticos através de um intercâmbio cultural entre artistas de diversas regiões do Brasil e a rede de Pontos de Cultura. Arrais escolheu o SOMOS – Comunicação, Saúde e Sexualidade como Ponto de Residência.

“Eu Danço Assim?” é um laboratório prático de dança que tem o corpo em movimento como trabalho cotidiano. Utiliza alguns procedimentos da pesquisa “Sambarroxé”, que tem como foco a improvisação de padrões corporais.

Ao final da oficina, será apresentado o solo “Eu Danço Sambarroxé”, resultante da pesquisa “Sambarroxé”, realiza por Arrais entre 2007 e 2011. Como pré-requisito para a oficina, os participantes devem comparecer, na sexta, 19 de abril, ao encontro aberto com o artista, em que ele também apresentará o experimento dançado “Projeto Masculina”, relacionado ao processo de criação em residência artística com o SOMOS e também à residência internacional realizada entre março e abril em Lisboa, com a plataforma de artes e feminismos RED – Revoluções em Dança (Mariana Lemos, Iris Lincan e Carol Höfs). Neste evento na capital portuguesa, Arrais contou com apoio do Ministério da Cultura do Brasil – MInC, via edital de Intercâmbio e Difusão Cultural 2013/01, e também do Fundo Iberescena 2012 para criação coreográfica em residência.

As inscrições estão abertas. Envie uma pequena carta de intenções, explicando porque você tem interesse na atividade, para o e-mail oficinas@somos.org.br. Haverá seleção caso a procura seja maior que o número de vagas.

Público-alvo: comunidade e público do SOMOS, estudantes de dança, dançarinos iniciantes e quaisquer interessados em dança.

Outras informações sobre o projeto e o artista no site Enquanto Danças e na fanpage no Facebook.

A SENHORA TÁ TÃO MASCULINA!
Momento 1: Encontro aberto com Joubert Arrais e apresentação do experimento dançado “Projeto Masculina”
Quando: sexta-feira, 19 de abril, das 19h às 21h45
Local: Companhia de Arte – 8º andar

Momento 2: Oficina “Eu Danço Assim?”, com Joubert Arrais
Quando: sábado, 20 de abril, das 13h às 16h (com uma hora de intervalo)
Encerramento às 17h com apresentação do espetáculo “Eu Danço Sambarroxé”.
Local: Companhia de Arte – 5º andar

Companhia de Arte – Rua dos Andradas, 1780 – Centro, Porto Alegre
Mais informações: SOMOS: (51) 3233 8423 e Ariane Laubin: (51) 8485 9663

Da Redação

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *