Congresso de Prevenção 2012 acontece de 28 a 31 de agosto em SP

De 28 a 31 de agosto, em São Paulo – SP, acontecem quatro eventos que discutirão HIV/aids, DSTs e hepatites virais: o IX Congresso Brasileiro de Prevenção das DST e Aids, o II Congresso Brasileiro de Prevenção das Hepatites Virais, o VI Fórum Latino-americano e do Caribe em HI/Aids e DST e o V Fórum Comunitário Latino-americano e do Caribe em HIV/Aids e DST.

Os eventos reunirão organizações não governamentais (representando o SOMOS, o coordenador geral Sandro Ka e a coordenadora técnica Claudia Penalvo estarão presentes), organizações governamentais, instituições de ação local, nacional e continental, pesquisadores e militantes da sociedade civil, entre outros envolvidos e interessados. A programação busca contemplar essas diferenças de atuação e interesse durante seus quatro dias.

O congresso tem como tema central “Sistema de saúde, redes comunitárias e o desafio de fazer prevenção”, que relacionará as peculiaridades brasileiras e latino-americanas no que diz respeito às DST e à aids.

Durante os congressos e os fóruns, a ideia é refletir sobre o que já foi feito na construção de políticas públicas efetivas na área de DST, aids e hepatites virais, e debater propostas sobre que estratégias e ações podem ser aplicadas, ampliadas ou abandonadas, para que haja uma prevenção efetiva.

A discussão está dividida em três eixos temáticos, um para cada dia. As informações são do site do evento:

* No primeiro dia, as atividades buscam enfocar a temática da reforma dos sistemas de saúde no Brasil e na América Latina e Caribe, trazendo à tona, em particular, uma reflexão crítica da atualidade e as implicações para a prevenção e o cuidado em saúde.

* Já o eixo temático do segundo dia intitula-se “Rede de atenção: serviço, comunidade e o lugar da prevenção”. O debate estrutura-se em indagações como: atuação articulada para a atenção integral; qual é o papel da atuação comunitária? Qual é o papel da rede de serviços de saúde?

* Para o terceiro dia, está previsto o desafio permanente de se construir a prevenção. E nele estão contempladas questões como: as transformações culturais, sociais, políticas e econômicas e seus impactos sobre a epidemia; a necessidade de revisão/renovação das respostas nacionais frente a essas transformações; o desafio de assegurar a todos o acesso e a qualidade necessários para a garantia de uma vida mais saudável; o compromisso político de buscar uma sociedade mais justa e favorável à prevenção; a politização do debate do campo de prática.

Saiba mais! Visite o site do Congresso de Prevenção, que reúne tudo o que você precisa saber sobre o encontro, e programe-se.

Conheça também a ação O que nos tira o sono. Leia e assine o manifesto, saiba o que tira o sono dos brasileiros quando o assunto é prevenção, e conte o que tira o seu sono. Apenas hoje, 23, foram mais de 100 novas assinaturas individuais. O documento diz que “a afirmação de que a epidemia de aids está sob controle no Brasil, além de falaciosa, tem prejudicado a resposta nacional”. Segundo Ancelmo Gois, colunista do jornal O Globo, a cada hora um portador do vírus HIV morre no Brasil.

Isso tira o seu sono?

Manifeste-se!

Da Redação

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *