Clubes e agentes intimidam jogadores gays, revela pesquisa

Justin Fashany

O resultado é de um estudo feito pela Universidade de Staffordshire, da Inglaterra, publicada pelo site Pink News, do Reino Unido.

De acordo com a pesquisa, 90% dos entrevistados disseram que apoiariam um jogador gay e que a homofobia não tem lugar no esporte.

Mais de 40% dos entrevistados culparam os agentes e clubes por pressionar jogadores gays a não se assumir. Um dos principais motivos apontados era o medo de “manchar a imagem” do clube.

O único jogador britânico de futebol que assumiu ser homossexual foi Justin Fashany que cometeu suicídio.

No Brasil, o único jogador que teve, na mídia, a homossexualidade questionada foi Richarlyson do São Paulo.

Fonte: Toda Forma de Amor

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *