Ciclo de Cinema discute as representações do feminino da sétima arte

ciclo cinema

Estão abertas as inscrições para o Ciclo de filmes e debates A Mulher no Cinema, que acontecerá de 1 de outubro a 26 de novembro, sempre às quartas, 19h, na ALDEIA (Rua Santana, 252 – quase esquina com Olavo Bilac), em Porto Alegre.

O projeto realizado pelo Cinema de Polpa, em parceria com a Aldeia, contará com a exibição de oito filmes, fazendo um recorte sobre a representação do feminino e das mulheres nas telas do cinema, da década de 20, aos dias atuais.

Com curadoria de Amadeu Weinmann (PPG Psicanálise: Clínica e Cultura / UFRGS), Patrícia Abel Balestrin (Psicologia / UNISINOS, Paula Sandrine Machado (PPG Antropologia Social / UFRGS) e Elena Shuck (Ciência Política / UFRGS), o ciclo terá sessões sempre às quartas-feiras, às 19h, totalizando dois meses de atividades.

Em cada sessão, um convidado diferente para apimentar a debate, como a pesquisadora Guacira Lopes Louro (GEERGE/UFRGS), comentando o filme “E deus Criou a Mulher” e a jornalista Nanni Rios (Programa Gay), falando sobre a obra de Virginia Woolf, após a exibição de “As Horas”.

Cada participante receberá um caderno de textos com artigos e trechos de obras de Laura Mulvey, Guacira Lopes Louro, Ann Kaplan entre outros. Será sugerida uma leitura por filme e após a exibição, um debate sobre o texto e a obra cinematográfica.

As inscrições podem ser feitas pelo e-mail cinemadepolpa@gmail.com, até o dia 26 de setembro e o custo do ciclo completo (dois meses), incluindo caderno de leituras e certificado de participação de 28h de atividade, é de R$100, podendo ser parcelado em até 3x no cartão. Vagas limitadas!

Confira a programação:

01/10 – It (1927), de Clarence Badger, com comentários de Amadeu Weinmann

08/10 – A Vênus loira (1932), de Josef von Sternberg, com comentários de Elena Schuck

15/10 – A dama das camélias (1936), de George Cukor

02/10 – E Deus criou a mulher (1956), de Roger Vadim, com comentários de Guacira Lopes Louro – Pós-Graduação em Educação da UFRGS

05/11 – Os amantes (1958), de Louis Malle, comentarios de Alice Castiel, organizadora do Festival Dialogos de Cinema

12/11 – Nathalie Granger (1972), de Marguerite Duras, comentarios de Paula Sandrine Machado

19/11 – As horas (2002), de Stephen Daldry, comentarios de Nanni Rios, jornalista, produtora cultural e criadora do Sarau Erótico

26/11 – O céu de Suely (2006), de Karim Aïnouz, comentarios de Patrícia Abel Balestrin