Artista plástico francês é alvo de agressão homofóbica em São Paulo

Detalhe do artista preparando a exposição

Paul Loubet, um artista plástico francês de 24 anos foi agredido na madrugada de quarta-feira, 2 de novembro, quando caminhava com dois amigos pela Rua Augusta, no bairro dos Jardins, na zona sul de São Paulo. A vítima teve ossos da face e nariz fraturados e preferiu não registrar boletim de ocorrência. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O artista e os dois amigos argentinos participam da exposição “Perguntame como”, que será aberta neste  final de semana, na Galeria Logo. Eles teriam acabado de sair do local, quando aconteceu a agressão. “Eles cruzaram com três caras meio musculosos e um deles deu um soco no olho do francês”, disse o curador da exposição, que preferiu não ser identificado. A vítima foi encaminhada ao Hospital das Clínicas, onde foi constatada a fratura, e liberado por volta das 9h desta quarta-feira.

A obra

A exposição – Com várias participações em sites ou em impressos, de publicações próprias a nomes como It’s Nice That, Clark e Beautiful Decay, Paul Loubet é um jovem francês que não cabe mais na definição “ilustrador”. Com um estilo meticulosamente despretensioso e fortemente autoral, ele se vale de referências normalmente mal vistas, como os desenhos amadores de pré-adolescentes dos anos 80 e começo dos 90, da cultura “hyper-rad” do surf e do skate, dos personagens icônicos dos graffitis toscos e do riquíssimo universo dos quadrinhos experimentais da Europa. Esse cocktail de ingredientes baratos, mas profundamente pesquisados, resulta em um conjunto de obras extremamente refrescante no panorama da arte contemporânea, provocando risadas e, talvez, indigestões. Pela primeira vez no Brasil, Paul criou uma instalação que revisita a iconografia mais popular e pervertida das férias litorâneas européias.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *