10% dos gays que vivem na Espanha têm HIV

Segundo dados do Ministério da Saúde da Espanha, que tem desenvolvido uma campanha para incrementar a percepção de risco frente ao HIV, 10% dos homens que fazem sexo com outros homens, tem HIV/Aids.

Um em cada dez homens que mantém relações sexuais com outros homens na Espanha está infectado pelo HIV, segundo informou  o Secretário Geral de Saúde, José Martínez Olmos, na última quarta-feira, 23 de junho. Olmos alertou, também, que 20% dos homens homossexuais que vivem com HIV não sabem sobre sua sorologia positiva para o HIV.

Martínez Olmos, afirmou, ainda, que os dados epidemiológicos demonstram que na Espanha os homens que mantém relações sexuais com outros homens é o único grupo da população onde os novos casos de diagnósticos de HIV está aumentando. 

Frente a estes dados, o Ministério de Saúde e Política Social impulsionou uma campanha dirigida aos homens gays e outros HSH para conscientizá-los da importância de tomar precauções na hora de manter relações sexuais para evitar problemas como o HIV.

Esta já é a quinta campanha anual que a Secretaria de Saúde apresenta em conjunto com as ONG e associações do movimiento homossexual, como a Federação Estatal de Lésbicas, Gays, Transexuais e Bissexuais (Felgtb), a Coordenação Gay-Lésbica da Catalunha, a Fundação Triângulo, a Confederação Espanhola Colegas, Stop Sida e Hispanosida.

A campanha não informa, apenas sobre a situação epidemiológica, mas, também, promove o uso correto de lubrificantes e de preservativos como elemento fundamental de prevenção do HIV nas práticas sexuais e estimula aos homens que têm práticas homossexuais a realizar a testagem do anti-HIV uma vez por ano e recorda, também, que a infecção por HIV não têm cura.

Sob o tema “Ponte una medalla”, que significa “Obtenha una medalha”, (foto) conta com uma série de mensagens de saúde que estarão disponíveis em distintos formatos como cartões, folhetos, páginas web, e vídeos hospedados no youtube.

Também se difundirá na Internet, através da página http://www.ponteunamedalla.es/http://www.ponteunamedalla.es/ e de um perfil no Facebook.

E ainda, coincidindo com os atos previstos para marcar o Día do Orgullo LGTB, o Governo e entidades não-governamentais LGTB distribuirão, em toda a Espanha, cerca de 300 mil folhetos e 50 mil folders informativos, além de 225 mil preservativos e a mesma quantidade de envelopes de lubrificantes.

A iniciativa está orçada em 286.524 euros e será financiada pelo Ministério de Saúde e Política Social da Espanha.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *