Buenos Aires: Protesto contra violência doméstica na Argentina

Políticos de Buenos Aires lideraram um protesto contra a violência doméstica em Buenos Aires, citando a morte de 260 mulheres por toda a Argentina no último ano (2010).

“Nós temos que olhar novamente para nosso comportamento machista, que está profundamente ancorado na cultura de nossa família e sociedade, se quisermos alcançar a igualdade entre os sexos”, disse o deputado Gonzalo Ruanova, do partido de centro-direita Novo Encontro.

O protesto faz parte da campanha “260 Homens contra o Machismo” lançada no mês passado pela ministra do Desenvolvimento Social, Alicia Kirchner, irmã do ex-presidente Néstor Kirchner.

“É melhor ser menos machista e mais homem”, disse um dos participantes, José Maria Di Bello, o primeiro homem na Argentina a se casar com seu parceiro do mesmo sexo, depois de o país legalizar o casamento gay no ano passado.

Estatísticas do governo apontam que 260 mulheres foram espancadas até a morte por seus maridos em 2010. Cada homem na manifestação segurava um cartaz onde se lia o nome de uma das vítimas.

Com informações: G1

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *