Nova Ministra da Casa Civil é contra a criminalização da homofobia

Gleisi Hoffmann / Foto Agência Senado

A nova ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (foto) deu declarações ambíguas a respeito do PLC 122, que visa criminalizar a homofobia. Seguindo a linha da senadora Marta Suplicy (PT-SP), Gleisi disse que é preciso criminalizar a postura de “gente como o Bolsonaro, que sai pelas ruas espalhando o preconceito”, mas não interferir na liberdade de culto. Para Hoffmann, ainda vivemos numa sociedade estruturada nos valores religiosos e que não é possível mudar de uma hora para a outra a base social. Sobre o Estado ser laico, a senadora petista licenciada não se manifestou.

A ministra declarou que a sociedade não pode ser tolerante frente ao preconceito e a discriminação. Sobre o aborto, a ministra disse que é contra a descriminalização da prática.

Quando era senadora, Gleisi senadora se recusou a assinar e a integrar a Frente Parlamentar LGBT do Congresso Nacional. Ela também se recusou a assinar a proposta de desarquivamento do PLC 122/06, que Marta Suplicy conseguiu com sucesso.

*Com informações do iG e do Gay1

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *