Gay é assassinado a tiros na madrugada de ontem, em São Paulo

Danilo Rodrigo Okasuka, (foto) 28 anos, foi assassinado a tiros na madrugada desta quarta-feira, 20 de julho, em Barretos, cidade a 425 quilômetros de São Paulo. De acordo com a Polícia Civil, a suspeita é de que a vítima, que era gay, tenha sido vítima de homofobia.
O rapaz foi morto quando conversava com amigos dentro de um carro no Distrito Industrial 2. Ele foi atingido por um tiro na cabeça e outro no braço. De acordo com Cristina Kemiake, mãe do rapaz, o filho era homossexual e não tinha inimigos. 

 
Eu sempre falava para meu filho tomar cuidado com quem ele andava, porque de repente poderia pegar um homofóbico que o mataria – afirmou Kemiake.
 
Donizete José de Souza, 27, um dos amigos de Danilo, que estava com ele no momento do crime, também foi baleado. Ele levou um tiro no ouvido e cinco golpes de faca no peito e no braço direito. Donizete está internado em estado grave na Santa Casa da cidade.
 
 O estado de saúde dele é grave. Donizete está respirando com a ajuda de aparelhos. A polícia também investiga a hipótese de latrocínio, roubo seguido de morte. De acordo com o delegado Júlio César Cardoso, que investiga o caso, dois suspeitos estão sendo investigados. Os nomes dos acusados não foram divulgados pela polícia.

Da Redação, com informações do Diário de S.Paulo e agências.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *