Pais gays não prejudicam as crianças – mas a discriminação sim

Quem é contra o casamento gay gasta muito tempo se preocupando sobre como ser criada por pais do mesmo sexo prejudica as crianças. Um novo estudo realizado nos Estados Unidos descobriu que crianças com pais homossexuais provavelmente passarão por maus momentos, mas principalmente porque a lei ainda discrimina suas famílias, e não porque casais do mesmo sexo são incapazes de criar uma criança.

O estudo feito por diversos grupos de direitos dos gays, descobriu que crianças de pais gays são tão saudáveis e bem ajustadas quanto aquelas criadas por pais heterossexuais. A pesquisa estima que há dois milhões de crianças sendo criadas por pais do mesmo sexo nos Estados Unidos. Entretanto, famílias com pais homossexuais são mais prováveis de viver em situação de pobreza, e enfrentam outras situações estressantes não enfrentadas por famílias com pais de sexo diferente.

Já que o governo federal não reconhece uniões gays, pais do mesmo sexo pagam mais impostos, têm taxas mais altas no plano de saúde, e não podem participar de diversos programas do governo para famílias. Além disso, como alguns estados não permitem adoções por casais gays, um dos pais pode não ter nenhum laço legal com a criança. Isso significa que esses pais podem perder a custódia ou o direito a visitas, e não podem tomar decisões relacionadas à saúde de seu filho.

Diante desses fatos, grupos que se opõem ao casamento gay tiveram uma reação interessante. Maggie Gallagher, da Organização Nacional para o Casamento, disse à Reuters que o melhor jeito de proteger as crianças é aprovar legislações federais que proíbam o casamento gay, porque se apenas o casamento entre um homem e uma mulher for permitido, será garantido que toda criança será criada por um pai e uma mãe. Ou seja, para Gallagher, podemos acabar com a discriminação contra crianças de pais do mesmo sexo nos livrando de pais do mesmo sexo. Ou, quem sabe, poderíamos apenas mudar as leis para que elas incluam todas as famílias, e que todos concordem em parar de agir como fanáticos ignorantes.

Fonte: Jezebel; tradução da Redação

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *