Elton John AIDS Foundation doou 1 milhão de euros para instituição que ajuda portadores de HIV na Inglaterra

Elton John AIDS Foundation doou  1 milhão de euros para a instituição de caridade britânica “Food Chain”, agora em seu 22 º ano. A instituição fornece apoio vital para as pessoas portadoras de HIV que não alimentam-se corretamente em decorrência do estágio avançado da doença. Andrew Davies, gerente, disse que a foi a maior doação que a “Food Chain”  já recebeu “servirá para financiar uma nova estratégia de três anos e ajudará a atingir mais pessoas” segundo ele.

A “Food Chain” tem como modelo outra instituição de caridade chamada “American Gods Love We Deliver”, que auxiliava pessoas HIV-positivas com os alimentos durante o auge do medo de Aids em 1980. Os voluntários da instituição emprestam suas cozinhas, em Londres e arredores, planejam as refeições, compram ingredientes, cozinham e distribuem os alimentos.

A instituição espera usar a doação de 1 milhão de euros para ampliar seus serviços e contratar nutricionistas para atender a casos individuais. Também prevê a criação de grupos comunitários para atender pessoas isoladas, além de aulas que ensinarão a cozinhar de maneira saudável e nutritiva.

Davies diz que “uma boa nutrição é essencial para qualquer pessoa, mas para aqueles que vivem com o HIV, que tem seus sistemas imunológicos debilitados, é vital. Com o novo financiamento esperamos alimentar mais pessoas, por mais tempo”. Ainda segundo Andrew “os homossexuais continuam a ser muito afetados (pelo HIV), mas agora há muito mais famílias, especialmente as famílias africanas e caribenhas que normalmente têm problemas de imigração”.

Embora atenda a população em geral, os casos mais frequentes de procura ao serviço são de homossexuais homens, o gerente conta que muitas das pessoas que são atendidas em suas próprias residências por sistema de delivery, casos em que o usuário não tem condições de sair de casa, contaram aos entregadores/voluntários que não recebem a visita de mais ninguém além dos próprios voluntários. “O isolamento é um problema real, especialmente entre os homens gays mais velhos, eles perdem muitos amigos. Amigos que antes do tratamento estavam disponíveis. Eles têm uma rede de apoio muito limitado”, comenta Davies. Acrescentou ainda: “Nós sempre recebemos uma quantidade enorme de apoio da comunidade gay, muito por conta da história do HIV. Então, eu gostaria de agradecer a comunidade”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *