Comissão sobre fim de castigo físico em crianças elege hoje presidenta

A comissão especial que vai analisar o Projeto de Lei 7672/10, que proíbe o uso de qualquer forma de violência na educação de crianças e adolescentes, se reúne hoje para eleger seu/sua presidente(a) e os vice-presidentes(as).

A indicada para presidir a comissão será a deputada Erika Kokai (PT-DF), que é uma das coordenadoras da Frente Parlamentar Mista dos Direitos Humanos da Criança e do Adolescente.

A comissão foi instalada nesta manhã, durante audiência promovida pela frente parlamentar. O embaixador Paulo Sérgio Pinheiro, que participou da reunião, defendeu a aprovação do PL 7672/10. Segundo o embaixador, 58 milhões de crianças são submetidas a algum tipo de violência no Brasil. Ele lembrou, no entanto, que o País ratificou a Convenção dos Direitos da Criança e do Adolescente e precisa cumprir os seus preceitos.

Também na audiência, o representante da Seção Brasil da organização não governamental Defence for Children International Wanderlino Nogueira Neto disse que não há uma resposta sobre a melhor forma de educar uma criança, mas ressaltou que os pais precisam “ter autoridade sem ser autoritários”.

A deputada Teresa Surita (PMDB-RR), que também é coordenadora da Frente Parlamentar Mista dos Direitos Humanos da Criança e do Adolescente, disse que entende a dificuldade dos pais de educar as crianças, mas defendeu o diálogo como a melhor de se formar um adulto sem traumas.
A reunião da comissão especial ocorrerá no Plenário 12.


Fonte: Câmara dos Deputados

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *