Takashi Miike, cineasta adorado por Tarantino, entra em cartaz no Rio

Após ter passado por São Paulo, a Mostra 20 Anos de Takashi Miike, que apresenta uma retrospectiva da carreira do cultuado cineasta japonês, irá para o Centro Cultural Banco do Brasil, no Centro do Rio de Janeiro, entre os dias 30 de agosto a 11 de setembro.

Referência declarada de gente como Quentin Tarantino, que até fez uma ponta no faroeste japonês Sukiyaki Western Django, Miike alcançou status de diretor cult depois dos longas Audition (1999), Dead or Alive (1999) e Ichi The Killer (2001). Em conjunto, esses três filmes apresentam cenas de tortura, sadomasoquismo e violência extrema que viraram marcas registradas do diretor. Além desses títulos mais conhecidos, a mostra também vai exibir, em 35 mm, outros filmes mais raros, incluindo títulos inéditos no Brasil, a exemplo de Big Bang Love, Juvenile A (2006) e da trilogia Kuroshakai (Shinjuku Triad Society, Rainy Dogs e Ley Line).

Mas o verdadeiro destaque da mostra é o drama Ichimei, que competiu na última edição do Festival de Cannes e agora ganha estreia nacional em sessão 3D. Ichimei conta a história de um samurai empobrecido que quer cometer harakiri, o suicídio ritual japonês.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *