Médicos espanhóis pedem proibição de cigarros mentolados

Os cigarros mentolados aumentam a dependência de tabaco e provocam maior risco à saúde que os tradicionais, segundo um grupo de pneumologistas espanhóis especialistas em tabagismo. Em artigo publicado na revista Prevenção do Tabagismo, da Sociedade Espanhola de Pneumologia e Cirurgia Torácica (Separ), eles pediram a proibição do mentol como aditivo nestes produtos.

De acordo Segismundo Solano, do serviço de pneumologia do Hospital Gregorio Marañón de Madri, o mentol favorece o hábito de fumar, cria maior dependência e dificulta o abandono do tabaco. Segundo Solano, o mentol não pode ser considerado um mero aditivo, já que torna o gosto do cigarro mais agradável e aumenta a dependência à nicotina, especialmente entre os mais jovens. Ele também provoca a sensação de uma inalação mais fresca e profunda e atua como um analgésico local, suavizando, nas vias respiratórias.

O grupo de pneumologistas afirma também que a dependência de tabaco é maior entre os fumantes de cigarros de menta que entre os de cigarros tradicionais. Os dependentes de mentolados precisam fumar antes o primeiro cigarro. Os autores do artigo descartaram que os cigarros de menta sejam mais saudáveis e alertaram também sobre o maior número de partículas extrafinas na fumaça desse tipo de cigarro, o que provoca maior risco de infarto do miocárdio.

specialistas argumentam que os cigarros com sabor — como é o caso do cigarro de menta — são direcionados aos mais jovens, já que ‘suavizam’ o sabor forte do tabaco. Segundo dados do Instituto Nacional do Cancer (Inca), 45% dos fumantes de 13 a 15 anos consomem os produtos com sabor. Além disso, entre 2007 e 2010, o número de marcas de cigarros com sabor, cadastradas na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), cresceu de 21 para 40.

No Brasil – Em novembro de 2010, a Anvisa abriu uma consulta pública para a proibição de aditivos nos produtos derivados do tabaco. A consulta, que terminou em março deste ano, teve mais de 100.000 contribuições. De acordo com a agência, os dados estão sendo consolidados e uma decisão deve ser tomada até o fim deste ano.

Um comitê consultivo da FDA (agência que regula remédios e alimentos nos EUA) recomendou o veto à venda de cigarros mentolados naquele país na sexta-feira (18).

Da redação, com informações de SJT e Veja

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *