Depoimento de Leda Ozório, mãe de uma das gaúchas que conquistou o direito ao casamento igualitário

Uma semana depois de o STJ aprovar o processo sobre o casamento igualitário, o SOMOS traz um depoimento de Leda Ozório, mãe de uma das gaúchas que venceu o processo. Confira!

Sou Leda, mãe da Kátia, companheira, amiga e parceira de todas as horas da Leticia, as duas meninas (para as mães sempre serão meninas) que conseguiram, após anos de tentativas e negativas, o direito de legalizarem sua união tal como todo casal que constrói um lar em convivência de paz, amor e harmonia.

Meu depoimento é para deixar público que me orgulho desta filha carinhosa, inteligente, batalhadora, trabalhadora, estudiosa, de fibra, que OUSOU este fato inédito.

Pois infelizmente nossa sociedade é hipócrita. Convive com homens espancando esposas, matando ex-companheiras, incendiando namoradas, mas finge não aceitar pessoas do mesmo sexo convivendo com carinho e afeto.

Conflitamos ainda com religiosos que se dizem portadores da palavra de Deus e condenam a homossexualidade. Quantos dogmas da Igreja foram derrubados depois de muitos anos, provando que a palavra dos homens não é infalível? Pois sendo Deus Puro Espírito não vê o físico das pessoas, cor da pele, religião, sexo, comprimento do cabelo, etc., mas sim a leveza de sua alma e a pureza de seus pensamentos.

Quero deixar duas conclusões:
1º – Este fato inédito teve tanto assédio da mídia quanto o de Leila Diniz, que ousou ser a primeira mulher grávida a usar biquíni. Torçamos para que se torne tão trivial quanto aquele;
2º – Um ser humano não é melhor somente por ser heterossexual.

ESTÁ NA HORA DE ACABAR COM PRECONCEITOS.

Leda Ozório

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *