1° Mostra Audiovisual sobre Bicicletas e Trânsito em Porto Alegre

O CineBancários, realiza a 1º Mostra Audiovisual sobre Bicicletas e Trânsito – Somos o Trânsito. O objetivo é promover um debate em torno do ciclismo como meio de transporte alternativo e protestar contra o atropelamento de um grupo de ciclistas, que aconteceu em fevereiro em Porto Alegre. A exibição ocorre entre os dias 24 e 29 de maio e pode ser conferida em três sessões diárias, às 15h, 17h e 19h, com entrada franca.

A programação inclui desde filmes clássicos como Ladrões de Bicicleta, obra-prima neo-realista de Vittorio De Sica, e Carrossel da Esperança, de Jacques Tati, até produções mais recentes como a animação francesa As Bicicletas de Belleville e o brasileiro O Caminho das Nuvens, além de uma série de documentários inéditos sobre trânsito e ciclismo.

Exibições em dvd.

PROGRAMAÇÃO
O Caminho das Nuvens, de Vicente Amorim (Brasil, 2003, 100 minutos) CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: 18 ANOS. 

Filmado em oito semanas, em Juazeiro do Norte e arredores e nas cidades de Porto Seguro e do Rio de Janeiro, o filme é baseado na história real de Cícero Ferreira Dias. Caminhoneiro desempregado que, junto com sua mulher e seus 5 filhos, pedala desde Santa Rita, na Paraíba, até Bangu, no Rio de Janeiro, numa arriscada jornada de 3.200 quilômetros. Romão, o pai (Wagner Moura), tem um sonho: um emprego que lhe pague mil reais por mês. Rose, a mãe (Cláudia Abreu), empresta ao marido analfabeto, porém sonhador, uma confiança total e apaixonada. Antônio, o filho mais velho, busca seu lugar no mundo enquanto descobre os segredos e dificuldades da adolescência em plena estrada. Os outros filhos do casal, com idades entre seis meses e dez anos, se deslocam sem muito entenderem o porquê, mas sem nunca perderem a alegria de viver. A família sai pela estrada em busca de uma vida melhor. Enfrentam fome, calor, cansaço e violência.

Ladrões de Bicicleta (Ladri di Biciclette), de Vittorio De Sica (Itália, 1948, 90 minutos) CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: LIVRE
Um dos clássicos do cinema neo-realista italiano, possui uma trama narrativa singela: um desempregado, Antonio Ricci, consegue uma vaga de emprego como colador de cartazes. Mas a exigência para a obtenção da vaga é possuir uma bicicleta. Ricci a possui, mas ela está empenhada. Maria, sua mulher, decide empenhar os lençóis da cama e retira, na mesma loja de penhores, a bicicleta. Antonio Ricci consegue o emprego e começa a trabalhar numa manhã de sábado. Entretanto, enquanto colava cartazes, Ricci tem a sua bicicleta roubada. Desesperado, ele tenta encontrá-la com a ajuda do filho Bruno. Ele busca apoio da polícia e dos amigos. Mas é procurando por conta própria, ao lado de Bruno, que Antonio Ricci se encontrará imerso numa experiência de dor e angústia com a perda do meio de trabalho. Com Lamberto Maggiorani, Enzo Staiola, Lianella Carell e Gino Saltamerenda.

As Bicicletas de Belleville (Les Triplettes de Belleville) de Sylvain Chomet (Canadá/França/Inglaterra, 2003, 80 minutos) CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA:LIVRE
Premiada animação francesa. Madame Souza é uma velhinha portuguesa cujas ânsias estão dirigidas única e exclusivamente a seu neto, a princípio um garoto rechonchudo e melancólico. Primeiramente, ela lhe compra um cachorro, que acaba por preencher o vazio na vida do menino – o animal, porém, é logo esquecido, sendo substituído por uma bicicleta. A partir de então, o rapaz cresce e torna-se aficionado por ciclismo, uma paixão amplamente apoiada por Madame Souza. Quando surgem notícias de que haverá um campeonato de ciclismo, o jovem não pensa duas vezes: logo começa a se preparar. Porém, é lá, no circuito tão esperado, que a confusão tem início. Ao ter seu neto sequestrado, Madame Souza parte em uma aventura bastante surreal, cheia de referências ao nosso mundo, referências a outras obras cinematográficas e muita crítica ao modo de vida atual.

Carrossel da Esperança (Jour de Fête) de Jacques Tati (França, 1949, 77 minutos) CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: LIVRE
François, carteiro de uma pequena cidade, ajuda na montagem de um parque de diversões que inclui um cinema ambulante. Ali, assiste a um documentário sobre o sistema postal mecanizado em funcionamento nos Estados Unidos. Determinado a aumentar a velocidade de suas entregas, ele inspira-se no exemplo norte-americano e procura modernizar seu trabalho com a ajuda de uma bicicleta, provocando uma série de confusões entre os pacatos moradores da cidade. Filmado originalmente em película colorida, em 1947,
Carrossel da Esperança foi lançado dois anos depois, na França, em preto-e-branco. A segunda versão do filme, parcialmente colorizada a mão, foi lançada por Tati em 1961. A restauração da película colorida original permitiu o relançamento do filme, tal como o cineasta o havia planejado. A cópia inteiramente colorida estreou em Paris em janeiro de 1995. O filme não tem diálogos, apenas músicas e efeitos sonoros.

O Impasse – As Manifestações Contra o Aumento da Tarifa e o Debate Sobre o Transporte Coletivo em Florianópolis, de Juliana Kroeger e Fernando Evangelista (Brasil, 2010, 52 minutos)
CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: LIVRE

Documentário sobre as manifestações dos estudantes, ocorridas em Florianópolis em 2010, contra o aumento da tarifa do transporte coletivo. Além de cenas que não foram exibidas em nenhuma tevê, incluindo flagrantes de violência, o documentário revela o que pensam usuários, empresários e representantes dos governos estadual e municipal sobre o tema.

Sociedade do Automóvel, de Branca Nunes e Thiago Benicchio (Brasil, 2005, 40 minutos)
CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: LIVRE

Documentário brasileiro que discorre sobre vários problemas causados pela utilização em massa de automóveis para os deslocamentos nas cidades. Numa criativa composição de entrevistas, imagens e músicas, os autores retratam o papel do automóvel na vida paulistana. São abordadas questões relativas aos aspectos sociais, ambientais e urbanos, além da própria saúde física e mental da população. Há também uma visita ao Salão do Automóvel de 2004, o tópico da segurança/blindagem e uma amostra de leis do Código Brasileiro de Trânsito que não são nem cumpridas nem fiscalizadas.

Massa Crítica, de Helena Krausz, (Brasil, 2010, 18 minutos)  CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: LIVRE
Documentário realizado em São Paulo sobre o evento “Massa Crítica”, que acontece sempre na última sexta-feira do mês em várias cidades do mundo.

Caminhos de Sepé, IV Bicicletada para uma Vida Saudável, de Karine Emerich e Hopi Chapman (Brasil, 2011, 21minutos) CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: LIVRE
Para homenagear o herói nacional Sepé Tiaraju, oitenta pessoas encaram um passeio ciclístico de 330 km pelo interior do Rio Grande do Sul. Durante o desafio, os participantes, além de se conhecerem melhor, também descobrem mais sobre a história do Brasil. O registro de sete dias de viagem cultural, turística e ecológica sobre duas rodas.

Ciclovida (Lifecycle), de Matt Feinstein e Loren Feinstein (EUA/Brasil, 2010, 76 minutos)
CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: LIVRE

Documentário narrativo que segue um grupo de campesinos sem terra numa viagem atravessando o continente da América do Sul de bicicleta, na campanha de resgate das sementes naturais.

Para conferir os a grade de horários completa clique aqui.

O CineBancários fica na Rua General Câmara, 424, Centro – POA, fone: 34331204/05.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *