Foi apresentada hoje, na Cidade do México, a Comissão Estatal da Diversidade Sexual do PRD

Foto: Guillermo Montalvo Fuentes

Com o objetivo de integrar as demandas do coletivo LGBTTTI (no caso do México a sigla por extenso inclui lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, transgêneros e intersexuais) para ações no Distrito Federal pelo Partido da Revolução Democrática (PRD), foi apresentado nesta tarde, 9 de junho, na Cidade do México, a Comissão Nacional para a Diversidade Sexual do PRD.

Segundo Juan Manuel Oropeza Morales, presidente do PRD no México, este é um exemplo de listas de representação popular, que sempre estiveram abertas a pessoas da comunidade LGBTTTI

O grupo agora faz parte do PRD, e compõem uma comissão nacional, onde os membros da comissão irão trabalhar algumas propostas para apresentar ao Congresso.

Morales explicou que essa comissão é presidida por ativistas e líderes da diversidade sexual, entre os quais, Arzabe Daniela Escobar, Rigoberto Rodrigues Romo, Luis Antonio Torres, Isaac Sanchez, Christian Sanchez, disse que os representantes da comissão foram selecionados através da Secretaria de Estado.

A respeito desta comissão, Diana Barrios Sánchez, membro da Comissão Nacional para a Diversidade Sexual do PRD, afirmou que é necessário defender os direitos das mulheres transexuais, e salientou que para a criação da comissão local foi necessário muito esforço, mas finalmente “tornou-se uma democracia, pois os companheiros que permaneceram foram eleitos pela comunidade e com base na sua proposta de trabalho.”

A defesa dos direitos a moradia e a seguridade social para pessoas  LGBTTTI,  assim como a realização de foros, congressos sobre diversidade sexual, e atividades culturais, e a sensibilização da população sobre este tema são alguns dos objetivos que a comissão quer realizar durante o ano que durará seu período de atividades.

Finalmente, há poucas semanas da realização da XXXIII Marcha do Orgulho da Diversidade Sexual da Cidade do México, os membros da comissão informaram que confirmaram com o Chefe de Governo, Marcelo Ebrard, para que ele dê o bandeiraço inicial para que dê início a manifestação, “entretanto não há nada concreto”.

Alexandre Böer com informações a partir de NotieSe, México

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *