SOMOS inicia projeto de prevenção a HIV/aids com foco no bairro Restinga, em Porto Alegre

O grupo SOMOS – Comunicação, Saúde e Sexualidade iniciou este mês o projeto ‘Conexões: interações entre Saúde, Juventudes e Sexualidades’.O objetivo principal é diminuir a vulnerabilidade da população de jovens gays, bissexuais, travestis, transexuais e homens que fazem sexo com homens frente à epidemia de aids, promovendo a redução da incidência de infecção do HIV na região através de atividades de comunicação no campo comunitário e na internet.

A ação, realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre, terá como foco a população do bairro Restinga que, de acordo com dados oficiais da própria Secretaria e do Ministério da Saúde, faz parte de uma das regiões mais vulneráveis da cidade.

hiv

A necessidade da implementação deste trabalho se faz a partir do aumento significativo de cerca de 3 mil novos casos de infecções por ano, entre os anos de 2000 e 2004 no Rio Grande do Sul. No caso de Porto Alegre, foram notificados 1.703 novos casos de aids, de acordo com informações coletadas em 2009 pela Secretaria Municipal de Saúde e apresentadas recentemente, em 2013, no Plano de Enfrentamento ao HIV/AIDS entre esta população.Entre os novos casos, a população LGBT, sobretudo a de jovens, é uma das mais vulneráveis, pois a discriminação e o preconceito em relação à orientação sexual é um significativo agravante.

O projeto Conexões será realizado durante o ano todo e prevê o desenvolvimento de ações de Comunicação na internet e intervenções em grupo em ambientes de sociabilidade jovem, como festas e encontros em públicos. Para a ação, a equipe de trabalho está sendo renovada, buscando uma atuação interdisciplinar tendo em vista o perfil amplo do enfrentamento à epidemia e a necessidade de desenvolver ações criativas e inovadoras. Além disso, será realizado um seminário sobre novas práticas de prevenção à aids voltado às instituições de saúde e ao terceiro setor e organizada uma publicação relatando as experiências do projeto.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *