Saiba como ser um doador de medula óssea

    A medula óssea (tutano) é a parte interior dos ossos. Ela é a responsável pela produção do sangue e, como este tem uma renovação constante, trabalha ininterruptamente. Algumas pessoas apresentam doenças na medula, que podem se dar tanto pelo excesso de produção (leucemias) como pela falta (anemias).

    Dependendo da gravidade do caso, uma alternativa de tratamento é o transplante. Esse procedimento não envolve cirurgia e consiste em eliminar a medula doente com medicamentos e infundir, por uma veia do braço, as células colhidas do tutano de um doador saudável, que são formadoras de medula.

    O doador ideal é o que tem a mesma “impressão digital genética” do receptor. A chance de um irmão ter essa mesma “impressão digital” é de aproximadamente 25%, o que faz com que muitos dos pacientes que necessitam do transplante não o encontrem na família. Nesses casos, pode-se recorrer a doadores voluntários de medula. Essas pessoas devem ser indivíduos saudáveis e que se disponham a doar células de sua medula a quem necessita do transplante e não tem doador familiar.

    Para pertencer ao cadastro de doador de medula é necessário preencher formulário e coletar sangue para exame. O exame registra a “impressão digital genética” do doador que ficará registrado no Instituto Nacional do Câncer, do Ministério da Saúde, no Rio de Janeiro. Quando surge alguém que precisa do transplante, busca-se nesse cadastro um indivíduo com a mesma “impressão digital” do paciente, e esse voluntário é então convidado a ser seu doador.

    O processo de doação é simples, gratuito, salva vidas e o doador volta às suas atividades normais no dia seguinte.

Fonte: Dr. Jorge Neumann – Imunologista
PROCEDIMENTOS PARA SER UM DOADOR:

  • Ter entre 18 e 55 anos, portar documento de identidade, preencher o formulário de cadastramento e coletar 10ml de sangue.

ONDE DOAR?

  • Complexo Hospitalar Santa Casa – Hospital Dom Vicente Scherer, 7ºAndar – Laboratório de Imunologia de Transplantes 
        Segue abaixo o horário de atendimento e telefone do Laboratório:
        De 2ª à 5ª feira, das 8h às 12h e das 14h às 16h e 6ª feira das 8h às 12h.
        Telefone: (51) 3214.8670
      Também é possível fazer o cadastro no Hospital de Clínicas de POA e Hemocentro.

One thought on “Saiba como ser um doador de medula óssea

  1. Olá, blogueiro (a),

    Salvar vidas por meio da palavra. Isso é possível.

    Participe da Campanha Nacional de Doação de Órgãos. Divulgue a importância do ato de doar. Para ser doador de órgãos, basta conversar com sua família e deixar clara a sua vontade. Não é preciso deixar nada por escrito, em nenhum documento.

    Acesse http://www.doevida.com.br

    e saiba mais.

    Para obter material de divulgação, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br

    Atenciosamente,

    Ministério da Saúde
    Siga-nos no Twitter: http://www.twitter.com/minsaude

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *