ONG chilena lança campanha contra bulling e discriminação LGBT

Um professor gay e uma professora lésbica; uma criança que é filho de um casal gay; e uma estudante lésbica são os protagonistas do vídeo que já começa a ser distribuído em colégios e universidades do Chile e que também já pode ser visto na internet.

O Grupo LGBT Chileno Movilh – Movimento de Integração e Liberação Homossexual lançou na  internet o primeiro vídeo chileno para prevenir e enfrentar a discriminação e o bullylng baseado na orientação sexual e identidade de gênero.

Denominado “Educando na Diversidade: historias de aprendizagem e superação” , o vídeo de 10 minutos conta com quatro testemunhos, um filho de um casal gay que está lutando pelo casamento homosexual no Chile,  Gabriel Peralta;  outro de uma estudante lésbica Rebeca Contreras e de dois  professores homossexuais Sandra Pavez e Pablo Salvador.

“Quisemos revelar com testemunhos reais o bullying e a discriminação que afeta a diversidade sexual na saula de aula, mas, em especial, dar uma mensagem positiva de que é possível acabar com este problema através do diálogo, da educação e do debate sincero e sem discriminação sobre todas as realidades nos establecimientos educacionais”, afirmou Rolando Jiménez, presidente do Movilh.

O vídeo é parte de uma série de materiais que o Movilh irá distribuir para cerca de de 400 escolas de todo o país. Também serão distribuídos um manual e um CD room interativo. Todos os materiais foram subvencionados pela Agência de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AEXCID), e pela Fundação Triângulo e a Rede Iberoamericana de Educação Lésbica, Gay, Bissexual e Transexual (LGBT), entre outras instâncias.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *