NARRATIVAS SOBRE O CORPO GAY ATRAVESSADO PELA AIDS

182-680x450Segue em cartaz até o dia 14 de maio, em Porto Alegre, a temporada 2017 do espetáculo PRATA-PARAÍSO, dirigida pelo encenador João de Ricardo (Cia Espaço em BRANCO + CÉREBRO) e inspirada livremente no texto “Pterodátilos” do dramaturgo estadunidense Nicky Silver. Em cena estão os atores Andrew Tassinari, Douglas Jung e Eduardo d’Avila.

No enredo: a narrativa de um jovem artista gay, portador do vírus HIV, que decompõe a realidade luxuosa de sua família e a si mesmo, em uma obra grotesca dedicada à transitoriedade de tudo. Composta de três estudos, a performance teatral traz discute aspectos de morte (a doença – contaminação, o matar e o morrer) enquanto tema e ponto de articulação entre o texto teatral e a nuvem de referências produzida pelo grupo teatral durante o processo investigativo, como as mitologias dos deuses obscuros e suas polaridades complementares saúde-doença morte-fertilidade feridas e pérolas do mar: Obaluae, Hades e Shiva, a vanguarda gay dos anos 80 fustigada pelo HIV – Cazuza, Leonilson, Klaus Nomi, Robert Maplethorpe, o humor gay, político e trash de John Waters, a música fúnebre e a iconografia do corpo martirizado cristão. 

O espetáculo pode ser assistido sextas, sábados e domingos às 19h, até 14 de maio, na Sala 504 da Usina do Gasômetro (Av. Pres. João Goulart, 551 – Centro, Porto Alegre). Os ingressos custam R$ 30 e R$ 15 (classe artística, estudantes e maiores de 65 anos). Lotação máxima por apresentação é de 20 espectadores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *