Chegam remédios para hemofílicos no Estado

A Clínica de hematologia do hemocentro do Rio Grande do Sul recebeu na última quarta-feira, 16 de março, o medicamento Fator VIII, usado por hemofílicos, tipo A.

O medicamento, que é um produto importado é adquirido e enviado ao Estado pelo Ministério da Saúde e serve para fazer a coagulação no sangue.

A hemofilia é uma doença hereditária, sem cura e a falta de uma proteína responsável pela coagulação faz com que os pacientes tenham hemorragias constantes, principalmente nas articulações, por isso o tratamento é feito com um coagulante.

“A falta da medicação no sangue leva o hemofílico a ser passível de um sangramento e isso pode até causar a morte e lesões nas articulações”, explica Kelly Tostes, da Assiciação de Pacientes Coagulopatias.

A coordenadora da clínica de hematologia, Adriana Celia Luz, explicou que, normalmente, é distribuída dose domiciliar de urgência, mas como os estoques estavam em baixa, essa dose vinha sendo retida caso surgisse alguma emergência maior.

O Estado do RS tem 1.450 pacientes cadastrados que sofrem de hemofilia dos tipos A e B e de uma outra doença sanguínea chamada Von Willebrand.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *