Militância

Ministério Público processa ativistas de Goiás por não prestarem contas de verba pública. Léo Mendes alega perseguição política e homofobia

Léo Mendes O Ministério Público Federal em Goiás está movendo uma ação por atos de improbidade administrativa contra Léo Mendes e Júlio César de Ávila Dias, por não prestarem contas de R$ 72 mil, recebidos da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, para atividades da Associação de Gays, Lésbicas e Transgêneros de Goiás. […]