Obama libera gays nas forças armadas dos EUA

O presidente dos EUA Barack Obama formalmente revogou, na última sexta-feira, 22 de julho, a proibição de gays servirem nas Forças Armadas americanas.

Oficiais disseram que Obama assinou um documento que dá fim a política de 17 anos de “não pergunte, não fale”, da era ‘Clinton’.A chamada “Don’t Ask, Don’t Tell” foi encerrada oficialmente pelo presidente Barack Obama em dezembro do ano passado, mas os militares ainda estudavam como colocar em prática o fim das restrições.

“Nossos militares não serão mais privados de seus talentos e habilidades de americanos patriotas só porque são gays ou lésbicas”, afirmou Obama.

De acordo com a norma que vigorava há quase 20 anos, homossexuais poderiam servir as Forças Armadas desde que não revelassem sua opção sexual, e também não poderiam ser questionados sobre o assunto.
Como o esperado, o presidente tomou a decisão após um encontro com o secretário de Defesa Leon Panetta e o almirante Mike Mullen, chefe de um grupo de militares que aconselha o poder executivo. A revogação da lei só começa a valer daqui a 60 dias. Para Obama, é mais uma promessa das eleições de 2008 cumprida.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *