Francesco Conti toma posse como novo desembargador do TJRS

Egresso do MP, Francesco Conti    
(Foto: Eduardo Nichele)

Presidente do Tribunal de Justiça, Desembardador Leo Lima, empossou hoje, 18 de julho, o mais novo Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado, Francesco Conti. O magistrado, que é oriundo do Ministério Público (MP), ocupou vaga decorrente do Quinto Constitucional destinada a integrantes do MP. A solenidade ocorreu no Plenário Ministro Pedro Soares Muñoz, do TJRS.

A cerimônia contou ainda com a presença do Governador do Estado, Tarso Genro, do Presidente da Assembleia Legislativa do RS, Deputado Adão Villaverde, do Procurador-Geral de Justiça do RS, Eduardo de Lima Veiga, da Defensora Pública-Geral do Estado, Jussara Acosta, do Presidente do Tribunal de Contas do Estado, Conselheiro Cezar Miola, do Presidente do Tribunal de Justiça Militar, Juiz Geraldo Anastácio Brandeburski e do Presidente da OAB/RS, Cláudio Pacheco Prates Lamachia, além de outras autoridades.

A Desembargadora que tomou posse mais recentemente no TJRS, Catarina Rita Krieger Martins, fez o discurso de boas-vindas. A magistrada destacou o currículo do novo desembargador e ressaltou o desafio da magistratura diante do avanço tecnológico e científico a superar o desenvolvimento social e emocional do indivíduo. Nesse descompasso, multiplicam-se os desajustes, os conflitos infindáveis a ensejar uma solução cada vez mais célere, afirmou a Desembargadora Catarina Rita Krieger Martins.

Em seu pronunciamento, o mais novo integrante da Corte Gaúcha afirmou que a etapa que se inicia em sua vida é um grande desafio. E destacou que a figura do juiz deve acompanhar a mudança dos tempos. É necessário assumir uma postura crítica perante a legislação infraconstitucional, bem como buscar conhecimentos advindos de outros ramos do conhecimento. Isto é necessário para que o magistrado defronte-se com a realidade e possa atuar com sensibilidade e visão humanitária, afirmou o novo Desembargador.

O Desembargador Conti vai atuar na 3ª Câmara Criminal, em vaga deixada pela aposentadoria do Desembargador Odone Sanguiné

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *