Projeto quer prender gestantes soropositivas que recusarem tratamento

A Câmara dos Deputados analisa um projeto de lei que prevê prisão para gestantes e seus parceiros que se recusarem a tratar doenças que causam dano permanente ao feto, como aids e sífilis. O anteprojeto, de autoria do deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM/MS), é considerado “absurdo” para ativistas do Movimento Nacional das Cidadãs PositHIVas.

Sobre a pena de até três anos para os infratores, o deputado justifica que se baseou nas leis que penalizam, por exemplo, o aborto e a lesão corporal proposital.

O polêmico Projeto de Lei 1019/11 será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família e de Constituição e Justiça e de Cidadania antes de ser votado no plenário.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *